Mulheres mais velhas continuam interessadas em sexo, inclusive com homens mais novos | ANEP
A ANEP (Associação Nacional de Estudos Psicanalíticos) mantém Cursos de Formação e Especialização em Psicanálise e Psicoterapias Psicanalíticas e Saúde Mental em Sorocaba.
Sexualidade
16813
post-template-default,single,single-post,postid-16813,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-title-hidden,qode-content-sidebar-responsive,qode-theme-ver-17.1,qode-theme-bridge,disabled_footer_top,qode_header_in_grid,wpb-js-composer js-comp-ver-6.1,vc_responsive

Mulheres mais velhas continuam interessadas em sexo, inclusive com homens mais novos

Com teretetê, mas sem encrenca!

Tenho viajado muito pelo país para falar sobre “a invenção de uma bela velhice e a busca da felicidade”. Em cada lugar, tenho a sorte de conhecer e conversar com homens e mulheres de diferentes idades.

Recentemente, em São Paulo, conheci Ida, de 80 anos. Ela foi casada durante 40 anos e tem uma filha. O marido, dez anos mais jovem, queria que ela parasse de trabalhar, mas ela nunca parou. Está viúva há pouco tempo.

Ela tem duas aposentadorias e disse que tem alguns “pretendentes” bem jovens.

“Uma amiga da minha idade arrumou um namorado de 33 anos. Ele só queria casa, roupa lavada e passada e teretetê. Ela não aguentou. Morreu no mês passado. Lógico que gosto de teretetê, mas não quero encrenca!”.

Ela disse que outra amiga teve um AVC de tanto cozinhar, lavar, passar, limpar a casa e fazer teretetê com um rapaz.

“Elas ainda gostam muito de teretetê, mas acabam ficando exaustas, doentes. Não aguentam o fogo dos jovens. Acho que se fosse só o teretetê elas aguentavam. Tem muito homem que quer teretetê de graça”.

Roberto, de 45 anos, entrou na conversa.

“É curioso: outro dia a mãe de um amigo, de quase 80 anos, me deu uma cantada explícita. Fiquei assustado, não achava que ela ainda tinha interesse em sexo. Eu disse que sou casado e ela insistiu, disse que só queria sexo, mais nada. Ela ainda é uma mulher bastante atraente. Só não transei porque é mãe de um amigo. Eu também não quero encrenca!”.

Já ouvi muitos casos como os de Ida e Roberto. Homens atraídos por mulheres mais velhas. Mulheres querendo teretetê com homens mais jovens. Os interesses podem ser diferentes: “sexo sem compromisso”, “casa, comida, roupa lavada” ou um “relacionamento sério”. No entanto, muitas barreiras e preconceitos impedem que essas escolhas sejam mais livres e prazerosas. Mas será que existe teretetê (em qualquer idade) sem “encrenca”?

Mirian Goldenberg
Antropóloga e professora da Universidade Federal do Rio, é autora de “A Bela Velhice”.

Fonte: Folha de São Paulo

Tags:


X